Alimentação Saudável, Dicas de Saúde

3 dietas para emagrecer rápido, segundo a Ciência

A Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva acaba de lançar seu documento de posição, que passa por todos os estudos científicos existentes para relatar como cada dieta afetará sua composição corporal. Aqui, citamos as 3 dietas mais amigáveis de seis pacotes e simplificamos como eles são ótimos, bem como porque eles podem estar certos (ou errados) para você—de acordo com a ciência.

1. Dieta pobre em calorias

Como funciona: consumir apenas 800 a 1200 calorias por dia.

Prós: o único propósito de limitar suas calorias diárias (e empurrar os limites da sanidade) é perder peso O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL—e a análise do estudo diz que funciona, ao mesmo tempo em que preserva a maior quantidade possível de massa muscular magra.

Contras:   baixar as calorias provavelmente significará muita contenda interna e estresse. Além disso, somos grandes fãs de apreciar comida em vez de temermos, e 800 calorias não deixam muito espaço para papilas gustativas satisfeitas.

2 – Dieta da proteína

Como funciona: obtendo apenas 20-30% das calorias diárias de gordura; os restantes 80-70% são divididos entre proteína e carboidratos, tipicamente com ênfase em carboidratos.

Prós: defendida pelo Instituto de medicina, uma dieta de baixo teor de gordura (ou de alto teor de hidratos de carbono, dependendo da sua perspectiva) é baseada na ideia de que cortar na macro mais densa em calorias irá ajudá-lo a comer menos calorias em geral. E estudos mostram que mudar para uma dieta de baixo teor de gordura pode ajudá-lo a perder gordura corporal rapidamente, embora não necessariamente a longo prazo.

Contras: comer desta forma perpetua a idéia ultrapassada de que a gordura alimentar é o inimigo da gordura corporal. E não é necessariamente melhor do que outras dietas: um estudo no American Journal of Clinical Nutrition abre uma nova janela. comparou as dietas de alta proteína, proteína normal, alta gordura e baixa gordura, e não encontrou diferença significativa na perda de gordura entre os grupos aos seis meses ou dois anos (embora todos resultaram em alguma perda de gordura).

3 – Dieta low carb

Como funciona: obter 15-40% das calorias diárias de carboidratos; os restantes 85-60% é dividido entre proteína e gordura.

Prós: em comparação com uma dieta tradicional, mudar para uma dieta de baixo teor de carboidratos pode reduzir significativamente a gordura corporal, estudos mostram. Feche a sua ingestão de carboidratos em 20% das calorias diárias e os resultados de perda de peso são ainda mais fortes-mais, você pode reduzir o seu risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral. Algumas pesquisas sugerem que as dietas de baixo teor de carboidratos são ainda melhores do que as dietas de baixo teor de gordura: um estudo em anais de Medicina Interna abre uma nova janela. descobri que as pessoas que limitavam os seus hidratos de carbono perderam mais oito quilos do que aqueles que reduziam a gordura. Se cortares em hidratos de carbono o suficiente, o teu corpo aprende a queimar gordura como combustível. Estudos são misturados sobre como dietas de carboidratos afetam o desempenho, mas algumas evidências sugerem que o desempenho da resistência pode realmente melhorar entre as pessoas cujos corpos se adaptam à queima de gordura com bastante facilidade.

Contras: ensinar seu corpo a queimar gordura em vez de carboidratos leva tempo, então você tem que ser paciente enquanto você se sente lento durante as semanas que leva para se tornar gordo-adaptado. E nem todo corpo queima gordura tão eficientemente como carboidratos, de modo que a sua resistência pode nunca estar à altura.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *