Uncategorized

A pressão arterial é um dos maiores riscos para a saúde, por isso vamos buscar alguns complementos para auxiliar o tratamento já indicado por médicos, embora sejam uteis e naturais, as dicas que serão passadas a seguir, só devem ser seguidas com autorização de um cardiologista que esteja a par de todo o seu caso e essas dicas não dispensam os tratamentos médicos, como dito anteriormente, são apenas complementos auxiliadores.

Existem muitos chás que são uteis para combater a pressão alta, por exemplo, chá de hibisco ou folhas de oliveira, que tem propriedades anti-hipertensivas, outro exemplo é a água de alho, esse tipo de bebida ajuda a controlar a pressão.

  • Água de alho: estimula a produção de oxido nítrico, que tem forte ação vasodilatadora, facilitando a circulação sanguínea. O alho é ótimo ajudante nos casos cardiovasculares de qualquer pessoa, tendo pressão alta ou não. Para consumir a água de alho basta amassar um dente de alho para 100 ml de água e deixar descansar em média 7 horas, tome essa água em jejum.
  • Chá de folhas de Oliveira: por ser anti-hipertensivo, tem ação de seus polifenóis, que conseguem regular a pressão, sem risco de causar hipertensão. Além disso, tem um efeito calmante, o que pode controlar sintomas de ansiedade. Para este chá você precisa de duas colheres de sopa de folhas de oliveiras picadas e 500 ml de água fervente. Baste colocar as folhas na água e aguardar descansar por 10 minutos, beba de 3 a 4 xícaras deste chá ao longo do dia.

Suco de mirtilos: além de antioxidante, que combate doenças como câncer e o envelhecimento precoce, ele ajuda na redução da pressão alta, quando consumido todos os dias. Você precisa de uma xícara de mirtilos frescos, meio copo de água e o suco de meio limão. Para preparar basta bater tudo no liquidificador até ficar uma mistura homogênea, beba duas vezes ao dia.

Uncategorized

A vitamina D é considerada um dos principais nutrientes presentes no nosso organismo, isso porque ela também é considerada um hormônio, apesar de não ter a sua produção igual aos outros hormônios.

Essa vitamina tem ações muito importantes no corpo humano, como por exemplo, é responsável por atuar no processo de reabsorção de cálcio pelos rins e assim ajuda a manter a saúde óssea.

Ela também regula a quantidade de fósforo disponível no organismo através de mecanismos que aumentam ou diminuem a absorção do mineral, o fósforo é parte da membrana de proteção das células.

Benefícios da Vitamina D:

A quantidade recomendada, em média, de vitamina D por dia é de até 10000 unidades. Os principais benefícios apresentados pelo consumo adequado de vitamina D são:

  • Atua na regulação da pressão arterial: a vitamina D controla a rigidez das artérias, ajudando a controlar o aumento ou a baixa na pressão arterial;
  • Ajuda no combate a depressão: A vitamina D está diretamente ligada aos níveis de outro hormônio denominado Paratireoide, esse hormônio tem ligação com o humor e a apatia.
  • Ajuda no desenvolvimento  adequado de adolescentes: os níveis de vitamina D adequados ajudam a diminuir a obesidade em adolescentes e ainda ajuda no amadurecimento de todo o organismo.

Como consumir a vitamina D:

A vitamina D dispõe de duas principais fontes de obtenção, a primeira é através dos raios UV em contato com a pele, esse contato ajuda na produção da vitamina D no organismo através do colesterol.

Essa é a forma mais eficiente de ajustar os níveis de vitamina D no organismo, ele representa quase 90% de toda vitamina D presente no corpo humano.

Para conseguir a produção de vitamina D por meio da exposição solar, basta deixar braços e pernas sob o sol por 15 minutos diários em horários antes das 10 das manhã ou após as 16h.

E a segunda é através da alimentação, para isso é preciso consumir produtos como peixes de águas frias, leite, ovos, cogumelos, fígado e mariscos.

Mas, ainda existe uma terceira opção indicada apenas para quem tem deficiência dessa vitamina e para seu ajuste, é o suplemento.

Ele deve ser consumido conforme orientação médica e apenas até que as taxas de vitamina D sejam ajustadas e a dieta seja alterada para que os níveis se mantenham dentro da normalidade.

 

Uncategorized

Conheça a Vitamina B6 e suas propriedades

Também chamada de Piridoxina, a Vitamina B6 desempenha inúmera funções em nosso organismo. Sua principal função é manter o nosso metabolismo equilibrado, adequar a produção de energia e neurotransmissores, proteção de neurônios e produzir importantes substancias para um funcionamento correto do sistema nervoso.

A vitamina B6 pode ser encontrada em vários alimentos, sendo eles: Carnes, leite, espinafre, lentilha, fígado, batatas, peixes e frutas. Consumir alimentos que possuem vitamina B6 pode ser de extrema importante para saúde, pois ela participa ativamente em nosso organismo.

Veja a seguir, as principais funções da Vitamina em nosso corpo:

  • A Vitamina B6 atua na produção de energia no corpo humano;
  • Produz neurotransmissores (são importantes substâncias que agem para o bom funcionamento de todo o sistema nervoso);
  • Age para a melhoria do sistema imune;
  • Previne doenças graves, como a anemia. Estimula a produção das hemácias (células que levam o oxigênio pelo sangue);
  • Previne inúmeras doenças cardíacas;
  • Previne que gravidas tenham enjoos matinais;
  • Juntamente com a Vitamina A, pode prevenir doenças visuais, como e perda de visão;

Para adquirir Vitamina B6 não é necessário apenas comer alimentos naturais, você poderá também encontrar a vitamina em formato de cápsulas ou em remédios naturais líquidos. Lembrando que ingerir em grande quantidade deve ser apenas em ocasiões de carência da vitamina ou por prescrição médica.

A Piridoxina (vitamina B6) desempenha inúmeras funções em nossos organismos. Como comentamos acima, poderá ser encontrada tanto em alimentos naturais ou remédiFos. A importante ingestão de tal vitamina, dá-se ao fato de que a mesma protege os nossos neurônios e ajuda na produção de neurotransmissores.

É importante que você conheça alguns sintomas que podem surgir, quando um organismo está carente desse suplemente natural. Por isso, sempre que surgirem tais indícios, procure um médico ou vá atrás de uma alimentação mais adequada, indicada por nutricionistas ou nutrólogos.

O paciente pode apresentar:

  • Depressão, confusão mental ou quaisquer problemas no sistema nervoso;
  • Problemas na pele, rachaduras nos cantos da boca ou como Dermatite;
  • A língua inchada;
  • Sistema imunológico enfraquecido.
  • Princípios de Anemia, que podem se tornar leucemia – devido à falta de hemoglobina;
  • Cansaço e sonolência;